Amplo Logística

Dificuldades em entender algumas linguagens da logística?

Camila | Sem categoria

Toda atividade profissional tem características Únicas, entre elas, uma linguagem própria, a qual pode gerar alguma dificuldade de compreensão para quem não atua no segmento. Na logística não é diferente. Existem um conjunto de expressões, siglas e estrangeirismos. Então vamos lá:

Acuracidade

Se refere ao grau de ausência de erros ou de conformidade com os padrões, exemplo: Um estoque com acuracidade de 100% significa que a contagem física bateu 100% com o número em sistema.

B2B ou Business-to-Business

Significa que o foco do negócios são outras empresas e não o consumidor final.

B2C ou Business-to-Consumer

Significa que o foco do negócio é o consumidor final, e não outras empresas.

Consolidação de Carga

A logística também é responsável em buscar opções de economia e segurança. Nesse sentido, consolidar uma carga significa unificar em um Único frete, diversas caixas menores; o que gera um preço único em uma faixa de preço mais acessível, além do fato de uma carga grande ser mais fácil de ser rastreada, o que gera segurança. Vamos tomar um exemplo: Estou em Curitiba e tenho 60 pequenos pacotes para serem distribuídos em São Paulo. Consolido a carga até São Paulo (1 frete e 1 preço) e faço a distribuição fracionada na cidade de destino.

CRM

CRM são as iniciais de “Customer Relationship Management” (Gestão de Relacionamento com o Cliente). O termo se refere a um conjunto de práticas, estratégias de negócio e tecnologias focadas no cliente, com o qual podemos gerenciar e analisar as interações com os clientes, antecipar suas necessidades e desejos, otimizar a rentabilidade e aumentar as vendas e a assertividade de suas campanhas de captação de novos clientes.

Comércio Eletrônico –  E-commerce

Trata-se de negócios realizados de forma não presencial, através dos dispositivos eletrônicos. A logística tem um papel preponderante neste segmento, pois a maioria das reclamações reside no atraso e mercadoria violada. Os mais renomados gestores nos ensinam a ter foco no negócio, portanto quem é bom em vender um produto pela internet, deve escolher alguém que é bom na logística, para que venhamos a ter o “casamento perfeito”. A logística consiste em fazer a separação do material, embalar de forma segura e econômica, transportar até o destino, rastrear os produtos e interferir em caso de algo não ter saído conforme planejado. Estamos falando de processos, e nesse sentido recomendamos sempre optar por uma empresa que tenha seus processos certificados, no caso a ISO 9001.

Drop Size

Trata-se da quantidade total vendida dividida pelo número de entregas realizadas  Exemplo: se um veículo sai com 100 caixas e 10 clientes para uma rota, podemos dizer que o drop size médio é de 10 caixas, ou seja, na média cada entrega realizada foi de 10 caixas. Se um veículo sai com 100 caixas, e apenas 1 cliente para entrega, podemos dizer que o drop size foi de 100 caixas. Para a logística, quanto maior o drop size melhor para a eficiência da operação, pois estamos otimizando a rota de distribuição e expedição.

ERP

ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning, que em português significa Planejamento dos Recursos do Negócio. Trata-se de uma ferramenta corporativa capaz de controlar todas as informações de uma empresa, integrando e gerenciando dados, recursos e processos, aumentando seu poder de tomada de decisão. De forma mais simples, todas as informações geradas diariamente em uma empresa precisam ser processadas, isto significa, interligar e qualificar os dados. Como exemplo: Um novo pedido precisa ser produzido, faturado, distribuído, o que gera contas a pagar e receber, sem esquecer do custo de produção que deve ser apropriado a precificação, e assim por diante. São muitas informações, e se elas precisam ser precisas e atuais para viabilizar qualquer negócio.

 Gargalo Logístico:

Um gargalo pode ser definido como qualquer obstáculo que possa influenciar o andamento e o resultado dos processos em uma empresa. As suas consequências podem ser custos elevados, equipes menos produtivas, redução da lucratividade e da competitividade, queda na qualidade e insatisfação dos clientes, por exemplo.

O transporte de cargas representa um dos maiores gargalos logísticos no Brasil. Isso se dá pelos altos custos, a precariedade das estradas brasileiras, as dimensões do país, o que significa longas distâncias entre um ponto e outro, restrição da circulação de veículos em grandes centros urbanos e o risco de furto e roubo nas rodovias

Just In Time

Just in time é um sistema de administração da produção e logística, que determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora certa. Just in time é um termo inglês, que significa literalmente “na hora certa” ou “momento certo”.

Esse conceito foi inicialmente introduzido no ramo de produção automobilístico, pois os altos custos de estoque inviabilizavam o comércio de veículos. Hoje é prática comum, e exige total interação entre o produtor, transportador e consumidor.

Pick-and-pack

Trata-se do gerenciamento da cadeia de suprimentos que é usada com mais frequência na distribuição de mercadorias no varejo, muito comum no e.commerce. Implica em fracionar o estoque, ou seja, em função do pedido, retirar um ou mais produtos de diversos pallets, fazer uma embalagem específica, etiquetar o produto, emitir o conhecimento de transporte e juntamente com a nota fiscal endereçar ao destino final.

Não podemos esquecer que em um armazém geral normalmente existem milhares de itens estocados, o que requer um ótimo ERP, processos altamente qualificados, e pessoas muito bem treinadas. Apontamos novamente sobre a necessidade da escolha de parceiros logísticos diferenciados, pois são assim o consumidor final poderá¡ ser contemplado.

SKU

O termo Stock Keeping Unit (SKU), em português Unidade de Manutenção de Estoque está ligado à  logística de armazém e designa os diferentes itens do estoque, estando normalmente associado a um código identificador. Falar em SKU, significa falar em um artigo ou produto que se diferencia dos demais. Se um caminhão sair com 1000 produtos iguais, estamos falando de 1 SKU. Mas se esse mesmo caminhão sair com os 1000 produtos, mas 250 forem azuis, 250 vermelhos, 250 amarelos e 250 verdes, estamos falando em 4 SKU, ou quatro unidades de manutenção em estoque. Então se falarmos em 100 SKU, estamos afirmando que todos os produtos se distinguem entre si.

Valor Agregado na Logística

A logística agrega valor quando entrega o produto para o cliente no momento combinado. Isso significa, nem antes e nem depois, e sim no prazo ajustado entre a vendedor e o comprador. Um produto em estoque ou em processo de transporte não representa valor para o Cliente, mas quando o mesmo estiver de “posse” desse produto, ele atribui valor ao mesmo. Não podemos esquecer que nesse processo a qualidade e o custo devem estar em sintonia, pois é inconcebível entregar um material avariado somente para atender o prazo contratado. Portanto, agregar valor está¡ diretamente ligado ao nível de serviço que o Cliente espera, isso quer dizer, que se o mesmo espera um serviço diferenciado e especializado, ele também estará¡ disposto a pagar um preço que considere compatível para aquele serviço. Aí vem o desafio da logística, oferecer o melhor a um preço justo e compatível.

Você se interessou pelo assunto?

Se você se interessou pelo tema, provavelmente esteja enfrentando dificuldades com o processo de logística, ou ainda, procurando um parceiro que complemente seu negócio. A Amplo Logística é uma empresa certificada pela ISO 9001/15, com larga experiência em armazenagem, pick and pack, transporte, rastreamento e soluções de não conformidades, atendendo a Clientes de renome em todo o Brasil. Procure a Amplo, pois queremos entender sua necessidade e juntos buscarmos uma solução para a sua logística.

 

 

 

 

Sem correria na sua logística de natal

    O final do ano se torna um período tumultuado devido às comemorações natalinas, e mesmo com a economia do país não sendo favorável, grande parte das empresas, em vários segmentos, tem seus lucros maximizados e novos clientes atraídos. A grande demanda de pedidos e de movimentação do mercado faz com que ou ocorram […]

As diferenças entre WMS, ERP, MRP?

Com o avanço da tecnologia e o surgimento de diversas ferramentas de gestão, o usuário pode agora obter dados de forma muito mais detalhada, mesmo com grande volume de informações. O que possibilita uma análise mais precisa e uma agilidade no processo. O WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazém em português) […]

Dicas para melhorar a logística no e-commerce

O e-commerce no Brasil possui mais de 32 milhões de consumidores ativos e já movimenta cerca de R$ 19 bilhões por ano no país. Mas será que o empreendedor está preparado para o comércio eletrônico? Quem nunca comprou um produto antecipadamente, com intensão de presentear alguém e só recebeu a encomenda um mês depois? Em […]